• Home »
  • Capa »
  • Policiais dão aula de violão para jovens de bairros violentos

Policiais dão aula de violão para jovens de bairros violentos

aulas-violao-1

Policiais militares estão fazendo um trabalho revolucionário, uma mudança de cultura com jovens que moram em bairros com altos índices de violência de Fortaleza, no Ceará.

Eles dão aulas de violão, fé e cidadania para 300 crianças de 8 a 18 anos. Segundo o idealizador, o soldado Denis Holanda, durante as primeiras aulas é possível quebrar a imagem de que a polícia só tem repressão e truculência.

“Queremos mostrar o policial como referência, para que deixem de admirar a imagem de um traficante”, diz o soldado Denis, que também faz ronda na região.

“O objetivo é falar de Deus, princípios, educação e comportamento, para que eles se aproximem da gente e tentar diminuir a criminalidade nessas áreas”, explica Denis.

As aulas são dadas por Denis, o soldado Milanez e o Cabo Ângelo, lotados na Messejana, com o apoio do Comandante Capitão Camilo Filho, que autoriza a participação deles no projeto.

As aulas

O projeto funciona nos bairros Tancredo Neves, Barroso e Edson Queiroz.

Os policiais dão aulas uma vez por semana em cada bairro. As reuniões são em associação de moradores e igrejas.

“Atuamos na prevenção e ostensividade. Nas folgas, a gente dá aulas de violão”, explica Denis.

O projeto existe há seis anos e tem dado resultados positivos, como os de jovens que avisaram aos policiais que iriam parar de frequentar as aulas porque finalmente conseguiram um emprego.

“Queremos retirar as crianças de uma situação de risco e fazer com que eles virem cidadãos”, destaca.

aulas-violao-2
Foto: arquivo pessoal

A ideia

“Tive essa ideia com o Milanez, quando a gente entrou na polícia. No início do Ronda falava-se sobre uma polícia comunitária, para se aproximar do cidadão. Nós queríamos fazer isso”, explica o PM.

O projeto tem apoio do Governo do Estado, que já doou violões para serem usados nas aulas e também permite que os policiais atuem no projeto paralelo como oficiais.

“O violão é só um caminho pra poder chegar a eles”, indica.

Todos os gastos são rateados entre a equipe.

aulas-violao-3
Foto: arquivo pessoal

Fonte: Só Notícia Boa com informações da TribunaDoCeará