• Home »
  • Capa »
  • Mc Donald’s fecha com Dória para contratar moradores de rua em SP

Mc Donald’s fecha com Dória para contratar moradores de rua em SP

mcdonaldsDoria-1

A gigante mundial de fast-food entrou numa ação social que merece aplausos. O Mc Donald’s quer contratar moradores em situação de rua para suas lanchonetes de São Paulo.

A rede aceitou convite do prefeito de São Paulo, João Dória, e assinou convênio para apoiar o programa Trabalho Novo, idealizado para dar “dignidade” e oportunidade à população desamparada.

Em nota enviada a redação, a assessoria do McDonald’s confirmou o interesse do grupo em participar do programa, falou em cidadania e disse que pretende capacitar os futuros empregados.

“O objetivo dessa parceria é aproveitar o reconhecimento do McDonald’s como uma empresa que oferece emprego para todos, sem distinção social, racial, econômica e de gênero, e, uma vez empregados, ajudar a capacitá-los para exercer uma atividade profissional e de cidadania”, informou.

Também em nota, a prefeitura de de São Paulo confirmou: “A parceria está efetivada e os detalhes serão divulgados em breve através de coletiva de imprensa”.

Na entrevista será informado também o número de moradores de rua que serão contratados.

No total, incluindo as vagas do Mc Donald’s, a prefeitura de São Paulo disse que o “programa Trabalho Novo beneficiará 20 mil pessoas em situação de rua”.

Dados oficiais informam que São Paulo tinha 16 mil moradores de rua em maio/2015 pelo censo da FIPE – Fundação Inst. de Pesquisas Econômicas.

“Porém, acreditamos que este número já ultrapassa 20 mil pessoas. Aguardaremos o novo censo”, disse a prefeitura.

Como participar

Poderão participar da seleção do Mc Donald’s os interessados que estejam no programa Trabalho Novo da prefeitura, destinado a resgatar e oferecer melhores condições de vida aos cidadãos em vulnerabilidade social.

Como a rede tem muitas lojas no país, ela tem potencial para contratar milhares de pessoas.

Vamos torcer para que a mesma parceria inspire governantes de outras cidades brasileiras.

E para que a ideia seja copiada por outras redes, que também faturam milhões de reais no Brasil.

Fonte:  Só Notícia Boa por Rinaldo de Oliveira