• Home »
  • Capa »
  • Debutante que recebeu coração dança valsa com pai da doadora

Debutante que recebeu coração dança valsa com pai da doadora

Jovem_Transplante

Uma jovem que vive graças a um coração transplantado, fez uma homenagem ao pai da menina que doou o órgão há 13 anos. A debutante fez uma surpresa e dançou com ele a valsa dos seus 15 anos.

Em 2004 Abril Dispenza, quase morreu por um vírus letal que inutilizou seu coração.

Ela passou a semana de seu aniversário com Enrique Pereyra, o pai de Ayelén, um bebê de 18 meses que morreu num acidente de trânsito junto com a mãe e irmã.

Após a morte de Ayelén, Enrique Pereyra permitiu que o coração da sua filha salvasse Abril.

O transplante durou duas horas e meia e foi um procedimento sem precedentes na Argentina.

A cirurgia foi realizada no Hospital Garrahan e a notícia tomou as páginas de todos os jornais.

O reencontro

Agora com 15 anos Abril e seu pai, Sergio Dispenza, convidaram o homem que doou o coração da filha para a festa de debutante.

“Ele não sabia de nada”, relatou Sergio ao jornal Clarín, “mas nós estávamos pensando nisso há meses, com Abril. Fizemos a proposta cinco minutos antes da festa, para que ele não pudesse recusar”.

“Fiquei muito preocupado com a possibilidade dele ficar desconfortável, acrescenta o feliz pai. Ele nunca quis falar com a mídia e havia muitos repórteres na festa. Ele disse que eu deveria estrar entrando com Abril, pois eu é que sou o pai dela, e eu respondi “nós somos os pais dela”. Claramente emocionado, Enrique aceitou, dizendo que se sentia honrado”.

A valsa

Na festa foi este mês e ambos levaram Abril para a pista de dança e dançaram uma valsa com ela.

Além desse convidado especial, outra pessoa esteve presente: Horacio Vogelfang, chefe da equipe de transplantes que fez a cirurgia sem que houvesse qualquer rejeição do órgão, ainda que as duas meninas tivessem tipos sanguíneos diferentes.

Fonte: Só Noticia Boa com informações do Clarin e 24horas